Produtividade, valor nutritivo e respostas morfofisiológicas da espécie Panicum maximum cv. Tanzânia e cv. Massai sob diferentes frequências de desfolhação ao longo do ano. 

 

Proponente: Aníbal Coutinho do Rêgo; Felipe Nogueira Domingues; Cristian Faturi e Ebson Pereira Cândido.

 

Sobre o projeto: A produção de ruminantes no Brasil baseia-se principalmente no uso de pastagem como principal fonte de energia das dietas. O manejjo adequado das pastagens e do sistema de pastejo na propriedade é de fundamental importância para aumentar a produtividade e redução dos custos. Plantas forrageiras da espécie Panicum maximum como os cultivares Tanzânia e Massai apresentam um bom valor nutritivo e são de grande potencial na utilização em sistemas de produção animal a pasto, porém ainda são escassos os trabalhos de pesquisa que demonstram seu potencial de produção em regiões com elevados índices pluviométricos como a região Norte do Brasil. Este projeto tem por objetivo avaliar, por meio de dois ensaios experimentais, o acúmulo de forragem, índice de área foliar, interceptação luminosa, composição morfológica, altura do dossel, fotossíntese, morfogênese, densidade e padrão demográfico de perfilhos e composição químico-bromatológica das espécies de Panicum maximum cv. Tanzânia e Panicum maximum cv. Massai submetidos a diferentes frequências de corte, ao longo do ano, na busca de utilizar os resultados obtidos como suporte para a recomendação ao produtor da região o manejo correto da sua pastagem tornando-a mais sustentável e evitando sua degradação.

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

© 2014 by GERFAM. Todos os direitos reservados.